Sejam Bem-Vindos**********Sejam Bem-Vindos**********Sejam Bem-Vindos**********Sejam Bem-Vindos

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 1 de dezembro de 2013

Culto infantil


Peça  teatral “ A história  de  Naamã.
Narração  --  Na casa  de  um  famoso general.
ESPOSA  DE  NAAM×( ela anda  no meio da sala olhando alguns  tecidos,  enquanto  a  menina  varre a sala  
NARA ESPOSA  DE  NAAMÃ --  Ai  que  tecidos  lindos estou em dúvidas  qual  devo  usar e agora ( olha  para  menina   e  fala )  Ei  menininha venha aqui .
Israela -  Chamou  minha  senhora.
Nara  - Sim  menininha  é que  hoje  meu  marido  vai  passar  inteiro  conosco, qual  desses  tecidos  você  acha  que  eu  vou  ficar  mais  bonita?
ISRAELA -  Vejo  que  a senhora  é  uma  mulher  linda, qualquer  um  desses  tecidos  alegrará  o  comandante  Naamã.
Naamã – Minha  linda  mulher  aqui  estou.
Nara--  Ora Naamã você  chegou antes   que  eu  pudesse  me  arrumar. Ah  estou  tão  feia.
Naamã -  Voce  é linda  de  qualquer  jeito  minha  rainha. ( beija  a mão  da  esposa)
Israela –Vejo que  DEUS  lhe  deu  mais  uma  vitória.
Naamã – Sim  menininha  nosso  deus  javé  é  grande  nas batalhas.
Israela – Desculpe – me  mais  creio ser  Jeová  o verdadeiro DEUS.
Nara -  Ora você insiste  tanto com  meu  marido  desse seu  DEUS , o  que  ele  faz  de  tão  bom  assim?
Naamã – Por acaso  ele faz  maravilhas ? Por acaso  pode   me  curar  dessa  terrível  doença  que  tenho  na  minha  pele?
Israela— Ficaria  feliz  se  o comandante  fosse  falar  com  o  profeta  que  vive  em  Samaria, ele  pode  curar  as  pessoas  que  acreditam  em  DEUS .
Naamã -  Curar  você  estar  zombando  de  mim  menininha . Ninguém     pode  me  curar.
Israela – Desculpe – me  senhor. ( sai )
Naamã -  O  que  você  acha  querida .
Nara – O  que  você  tem  a perder?  ( saem  os dois  . Enquanto isso  será  colocado  um  trono  para o  rei)
Narração – ( ao  iniciar  entra o  rei) – Então Naamã  decidiu  falar  com  o  rei  e  contou  o  que  a  menina  tinha  lhe  falado ,  então  o  rei  da  Síria  ordenou  vai  falar  com  o  rei  de  Israel  e  entrgue  uma  carta  minha  a ele. Então  Naamã  saiu  levando 350 kg  de prata  e  70  kg  de ouro  e 10 mudas  de  roupas  finas.  A  carta  que  ele  levara  dizia  assim  esta  carta  é   para  apresentar  Naamã  que  é  meu  oficial  e   eu  quero  que  você  o  cure.
REI  DE  ISRAEL-  É  o  rei  da   SÍRA  ele  quer  que  eu  cure  seu  oficial  por  acaso  ele  pensa  que  sou  DEUS .
Elizeu – Por  que  o  senhor  o  senhor  estar  preocupado  rei mande  este  homem  vir  falar  comigo, quero  mostrar   a  ele   que   tem  profeta  de  DEUS  aqui  em  Israel.
REI -   Tem   certeza  Elizeu , olha    o  você  vai  fazer?
Elizeu – Confio no DEUS altissimo meu  rei.
REI – Bom,  estar  bem  o  oficial    estar  a  caminho  da qui. ( SAI OS  3 NAAMÃ, ELIZEU E GEAZI). VOLTA  ELIZEU E SENTA   .
Gesi – Então  Elizeu o tal homem  vem  mesmo? Soube  que  ele  é  leproso.
Elizeu – Não há  algo tão  difícil que  DEUS  não  possa  fazer.
Geasi – Aumentar   meu salário por  exemplo ( sorrindo).
Elizeu -  Voce  deseja  ser rico Geasi, mais  é  melhor  ser  rico  para  com DEUS , ele  não  deixa   faltar  nada  para  nós,  tem  muita  gente  rica  por  ai   que  sofre  de  muitos  males.
Geasi -  Que   nada  ser  rico  deve  ser  uma  benção.
Elizeu – Sim Geasi  desde, que  você  obedeça  a DEUS   e  que  sua  riqueza  venha  por  vontade  dele.
( ALGUEM   BATE   NA  PORTA )  Oi  de  casa...
Elizeu  É  o  comandante Naamã , vá  ate  ele  e diga  para  mergulhar   sete  vezes  no  rio  Jordão, assim  ele  ficará  livre  dessa  doença.
Geasi -   Mais  ele  é  leproso.
Elizeu – Não  importa  confie  no  nosso   DEUS . Agora  vá .( Geasi sai  para  atender  Naamã)
Geasi – Oh  comandante  Naamã  o  profeta  Elizeu  mandou  dizer   ao  senhor  para  mergulhar  sete  vezes  no  rio Jordão ai   sua  doença     vai  desaparecer. ( sai ).
Naamã – Ora  essa  eu pensei  que  o  tal  profeta  vira  falar  comigo, pensei  que  estenderia  suas  mãos  mim, oraria ao seu  DEUS  e  eu  ficaria  curado.
SERVO  DE  NAAM×O  senhor  ficou muito  aborrecido com  isso  não  é  mesmo?
Naamã-  Claro  que  sim além  disso  existe tanto  rio  em  Israel e ele  me  manda  banhar  logo  nesse  rio  tão  poluído? Vamos  embora e  eu  ainda  trouxe  presentes valiosos  para  dar  a  esse  profeta.
SERVO  DE  NAAMÃ- Desculpe  o  mau  jeito  comandante  mais  se  ele  tivesse  mandado  o  senhor  fafer  algo  mais  difícil  o  senhor  não  faria? Faça  isso  parece  estranho  mais  sinto   que  algo  vai  acontecer.
Naamã – Voce  acha  mesmo?
SERVO DE  NAAMÃ- Ora  um  homem  que  se  diz  profeta do  DEUS  altíssimo  não  brincaria  com  algo  tão  serio, muito  menos  com um  comandante  de  um  exercito  tão  poderoso  quanto   SÍRIA.
Naamã-  É  creio  que  você  tem razão . ( sai  os  dois  e  ELIZEU  ORA)
Elizeu – Oh  DEUS poderoso  fiz  conforme  o  senhor  me  ordenou  toca  no  coração  de Naamã . ( chega  Geasi )
Geasi – Ok  profeta  Elizeu o  comandante  Naamã estar  curado,  ele estar  ai  fora  e  quer  falar  com  o  senhor. ( entra  Naamã)
Naamã -  Perdoa – me  por  entrar   sem  avisar ,  é  que  eu  queria  ver  o  seu   rosto  profeta. Agora  sim  creio  que  não há  outro   DEUS  a   não  ser  em  Israel .Trouxe  também  alguns  presentes ,  tome.
Elizeu – Não  não  aceito  nada  a  obra  foi  do  meu  DEUS , você  creu nas  palavras do  profeta  mais  a palavra  veio  de  DEUS, você  creu  obedeceu  e foi  curado    isso.
Naamã – Que  nada  aceite
Eliseu  - N ao, não  aceito  tenha uma  boa  viagem  de volta. ( sai  e  fica Geasi)
Geasi – Elizeu  deixou  o  homem ir  embora  e  não  pegou  nada . Ah  vou  atas  dele , digo  que  Elizeu  se arrependeu  e pego  os  presentes  todos  pra  mim.(  Sai  caminhado)  comandante, comandante  que  bom  que  lhe  encontrei.
Naamã – Aconteceu alguma  coisa  filho?
Geasi- Bom  ... que  bem   meu  patão  se  arrependeu  e  quer  os  presentes.
Naamã – Leve, leve todos  esses   presentes  para  o  homem  de  DEUS.
Geasi – Elizeu  ficará  muito  grato senhor, obrigado.
NARRAÇÃO- Então  Naamã  resolveu  acreditar  nas palavras  de Geasi   e  deu  os  presentes. E Geasi  deixou-os  escondidos  e  chegou  á  presença  de  Elizeu.
Elizeu- Onde  você  foi Geasi?
Geasi - Quem?  Eu ? Não  fui  a lugar  nenhum.
Elizeu – O  espírito  de DEUS me  falou  que  voce  aceitou  os  presentes  de  Naamã.
Geasi-  O  que  você  estar  falando  Elizeu  eu  não  sai  daqui.
Elizeu  -  você  estar  mentido  por  causa  disso  a doença  do  comandante  passará  para  você.
Geaasi – Não eu  não  fiz  nada.  Não  pode  ser  sinto  que    estou  com  essa  doença.

Peça de Naamã


Coreografia Sete Mergulhos no Jordão

sábado, 24 de setembro de 2011

ZÉ CORAÇÃO

...Zé Coração




Com essa história, você pode ensinar as crianças que devemos ter boas maneira em todos os lugares.



Este é o Zé Coração
Vocês sabem por que ele tem esse nome?


É porque o seu rosto tem o formato de coração. Ele é um menino mal humorado, por isso, não tem amigos. (mostrar)



Ele tem olhos tristes (mostrar)
Seus olhos só vêem o defeito dos seus colegas. Ele não acha nada bonito.
Para ele, o mundo e a vida são horríveis. Ele não se alegra com nada. Qualquer coisa é motivo de choro.



Seus ouvidos são tristes (mostrar).
Ele só gosta de ouvir piadas picantes, indecentes, zombarias e palavrões.

Da sua boca, só saem palavrões, mentiras... (mostrar).

Ele fala mal de todos, põe defeito nos colegas... ele é malcriado, responde com desrespeito aos professores, às autoridades. Ele não respeita ninguém.



Tic-tac, tic-tac! (mostrar).

Ele não tem tempo para ajudar aos outros. Além disso, ele também só chega atrasado nas aulas.




Seus pés, como todo o seu corpo, também é triste (mostrar). Eles vão a lugares que não agradam a Deus. Eles costumam ser usados para fazer os colegas tropeçarem e para praticarem coisas más.


E suas mãos? Delas também só sai tristeza. Zé as usa para roubar coisas de seus colegas, como lápis, dinheiro, caneta e borracha. Os professores já não sabem o que fazer com ele.


Embora já tenha sido expulso de várias aulas e já tenha freqüentado muitas escolas, Zé Coração não se corrigiu.



Um dia, apareceu em sua escola, um menino chamado Beto.

Beto era um menino feliz e ao contrário de Zé Coração, gostava de fazer amizades.



Por ser muito simpático, Beto logo conquistou a amizade de Zé. E, num instante, Beto já estava falando de Jesus e do amor de Deus para o Zé. Ele até mostrou um versículo na Bíblia, que dizia:



“Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que n’Ele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna.”



Beto mostrou a Zé Coração, que o amor de Deus por ele e por toda a humanidade havia sido tão grande, que Ele enviou Seu único filho, Jesus Cristo, para morrer numa cruz pelos nossos pecados, nossos erros. E aquele que crer no sacrifício de Jesus não apenas terá vida eterna, mas terá também uma vida com objetivos, uma vida mais feliz.



Zé Coração sentiu o amor de Deus por ele, reconheceu as coisas erradas que fazia, e ele resolveu entregar sua vida a Jesus Cristo, pedindo-lhe para mudar, totalmente, o seu modo de ser.



E Jesus ouviu o pedido de Zé, transformando sua vida. Agora, ele é um menino feliz. (mostrar)



Tic-tac, tic-tac. Agora, Zé Coração tem tempo para ajudar aos outros.

Além disso, ele passou a chegar cedo na escola.(mostrar).

Os seus olhos, agora, enxergam o mundo lindo que Deus criou. Zé, agora, sabe ver as qualidades dos outros (mostrar).


Ele também gosta de ouvir só coisas boas. Os seus ouvidos estão sempre alegres, agora (mostrar).

Os seus pés passaram a andar só em lugares que agradam a Deus. Eles também são alegres. (mostrar)

As suas mãos, agora, vivem dispostas a ajudar os outros. E ele já não tira mais nada dos outros. Suas mãos são alegres. (mostrar)

Quanto à sua boca, dela, hoje, só saem palavras agradáveis, de estímulo e companheirismo.

Hoje, todos notam a transformação que Jesus fez na vida de Zé. Seus colegas e professores tornaram-se seus amigos e Zé, passou a ter, agora, uma vida repleta de sentido, uma vida cheia de razão, feliz.


“Entregue sua vida a Jesus e tenha uma vida transformada, como a vida de Zé Coração.”

domingo, 18 de setembro de 2011

A PEQUENA CIGANA



Havia uma vez um grande pintor. Ele tinha sido encarregado de pintar um quadro da crucificação de Jesus, para enfeitar uma igreja. O pintor trabalhava com muita dedicação. Queria que aquele quadro ficasse excelente e estava conseguindo. Uma tarde cansado de trabalhar, saiu fora da cidade. Foi a um parque e sentou-se próximo do lago. De repente ouviu uma vozinha que cantava.
figura 02


Olhou e viu uma ciganinha que cantava e dançava para atrair atenção e ganhar algumas moedas. Que formosa era ela! Que lindo quadro podia pintar com esta ciganinha! Que bem que venderia o quadro!… - Moça! Disse, então o pintor – se você quiser ganhar um dinheirinho, vá ao meu estúdio e pintarei seu retrato. Como você chama? - Pepita – respondeu a menina com os olhos brilhantes. - Então Pepita, espero você na quinta-feira bem cedo no meu estúdio, na rua Alta.
figura 03


Na quinta-feira , Pepita, se apresentou cedinho, no estúdio do pintor. Olhou admirada para todos os lados. Mas de repente seus lindos olhos claros ficaram fixados em um único lugar: o quadro de Jesus crucificado, que estava quase pronto. Ficou imóvel e calada. Mas logo perguntou: Por que estão matando assim a este homem? -Você não tem nada com isso, sai daí!!!! – disse o pintor aborrecido -Venha aqui que já vamos começar o seu quadro. Pepita, assustada, obedeceu. Mas na quinta-feira seguinte, voltou ainda mais cedo. Caladinha, foi direto contemplar aquele quadro, todas as vezes que tinha que voltar, fazia o mesmo.
figura 04


Um dia, não agüentou mais e timidamente voltou a perguntar: -Diga-me senhor, quero saber uma coisa só e nada mais, por que mataram assim a este homem? Ele era muito mau? - Não. Ele era muito bom – respondeu o pintor. Pepita ficou olhando com os olhos arregalados. - Para que me deixe de incomodar, vou contar pra você essa historia. -disse o pintor de má vontade. Para ele a historia de Jesus era só uma velha historia. Não se interessava, só queria pintar, ganhar muito dinheiro e se divertir. Mas quando a pobre Pepita ouviu a antiga historia, as lágrimas começaram sair como rios de seus belos olhos. O pintor se surpreendeu um pouco e também se sentiu comovido, mas em seguida começou a fazer outra coisa. Chegou o ultimo dia em que Pepita devia posar. O Pintor foi sacar o dinheiro para paga-la. Como de costume, Pepita, mal teve um tempo livre, correu para contemplar o quadro da cruz. Quando o pintor voltou, a pequena cigana se voltou, o olhou com os olhos banhados em lagrimas, e lhe disse: - “ Jesus fez “ Jesus fez tudo isso por você….e o que você fez por Ele?O pintor comovido, abaixou a cabeça por um momento e logo disse com a voz roca:“ Vai embora Pepita”.
figura 05


Alguns dias se passaram. As palavras de Pepita martelavam dentro do coração do pintor “ Jesus fez tudo isso por você….e o que você fez por Ele? Uma noite, olhando o céu estrelado, sentiu que um rio de lagrimas começava a brotar do seu próprio coração. Com a voz tremula começou a dizer: -“ Meu Senhor….tenho ido pra tão longe de Ti, desperdicei a minha vida no pecado e fugi do Teu Amor. Perdoa-me, e lava-me com teu precioso sangue. Entra no meu coração Jesus, quero que sejas o meu Senhor!” A paz do Senhor inundara o coração do pintor. Ele tinha nascido de novo naquele instante. Desde dessa maravilhosa noite em que ele encontrou Deus, o pintor começou a pensar: -O que posso fazer para demonstra-lhe o meu amor e gratidão querido Senhor? De repente veio uma idéia ao seu coração: Pintaria um quadro. Um quadro diferente.
figura 06


Então pintou o rosto de Jesus com sua cabeça inclinada e ferida sob a coroa de espinhos. Enquanto o pintava, as vezes parava para enxugar as lagrimas, porque desta vez pintava com todo seu coração. Aos pés do quadro escreveu essas palavras“ Jesus fez tudo isso por você….e o que você fez por Ele? O belo quadro ficou pendurado em uma galeria de arte. Muitas pessoas, ao contemplá-lo, foram tão comovidos que se voltaram para Deus. Passado muito tempo, numa noite muito fria o pintor estava confortavelmente sentado em sua casa quando bateram a sua porta. Era um homem pobre, de olhos escuros. - Senhor pintor – disse o homem – por favor, venha comigo. No acampamento cigano há um pessoa doente que pede para vê-lo.

figura 07


O pintor sem perguntar nada, se agasalhou e seguiu aquele homem na noite escura. Chegaram ao acampamento. Entraram em uma tenda pequena, iluminada apenas por uma vela. Deitada entre umas mantas no chão, havia uma jovem. O pintor se ajoelhou para vê-la melhor e então disse: -“Pepita, é você?” Com uma voz muito fraca lhe respondeu, - Sim, senhor… lhe chamei para que me diga… se esse homem do quadro…. morreu também por mim…. - Sim, minha filha – respondeu o pintor emocionado – Jesus morreu também por você. - Eu fiz coisas muito más, disse Pepita. - Eu também Pepita, disse o pintor. Mas Jesus morreu para nos limpar de todo pecado. Só tem que pedir para Ele, e sabe filha? Ele está aqui ao seu lado. Porque Ele não ficou morto, voltou a viver ao terceiro dia, porque ELE É DEUS. Ele está aqui Pepita. E quer te perdoar, te abraçar muito forte e quer levá-la a viver com Ele lá em sua bela casa onde não existe dor. O pinto e Pepita de mãos dadas começaram a falar com Jesus. Pepita sorria e dizia “TUDO ISSO FIZESTES POR MIM.” “TUDO ISSO FIZESTES POR MIM.”

Obrigado Senhor Jesus, obrigado.E na madrugada, Pepita tranqüila e feliz como nunca, foi viver para sempre com Jesus.

figura 08


O pintor saiu para fora da pequena tenda e olhando ao céu, já estava amanhecendo e repetiu suavemente: “Obrigado Senhor Jesus, OBRIGADO porque hoje pude fazer algo por Ti”.
Fonte: Comunidade Favos de Mel.

template by welyton